Dicionário de Marketing

Nesta seção você encontrará definições sobre os principais
termos utilizados em marketing
 

  A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y Z  
 

Dicionário - Letra V

VALIDAÇÃO DE DADOS - Comprovação das características esperadas de dados específicos. Geralmente é aplicada sobre dados que foram recentemente introduzidos num sistema. Serve, por exemplo, para comprovar a existência do número correto de caracteres em cada campo de dados e se estes são do tipo esperado pelo sistema. 

Validação de Dados de Entrada num Sistema - Controle sobre os dados de entrada para detectar dados imprecisos, incompletos ou não válidos. 

VALOR CONTÁBIL: O valor dado a uma empresa no ativo do balanço.

VALOR CRÍTICO- Valor que separa a região crítica e os valores da estatística de teste que não conduzem à rejeição da hipótese nula.

VALOR DE UMA PROBABILIDADE- Veja valor P.

VALOR ESPERADO- Para uma variável aleatória discreta, o valor médio dos resultados.

VALOR ESTRATÉGICO- O valor potencial, a logo praz o, de um cliente para a empresa, caso a empresa trabalhe ao máximo o potencial desse cliente. A realização desse potencial pode ocorrer quando (a) a empresa conquista uma participação maior que a da concorrência nos negócios do cliente, (b) o cliente aumenta naturalmente o volume de negócios ou (c) o cliente torna-se mais lucrativo por Ter mudado seu comportamento em algum aspecto que favoreça a empresa.

VALOR INTRÍNSECO DA EMPRESA: O verdadeiro valor de uma empresa, estimado pelo cálculo de seu valor presente e previsões de entradas de dinheiro.

VALOR P- Probabilidade de que uma estatística de teste em um teste de hipóteses seja no mínimo tão extrema quanto a efetivamente obtida.

VALOR PARA O CLIENTE - Relação entre a qualidade percebida de um produto ou serviço e o preço percebido.

VALOR PERCEBIDO PELO MERCADO: Graduação atribuída a uma empresa, ou à Transação que esta oferece, numa escala de competitividade que combina Qualidade Percebida e Satisfação com o Preço. Quanto maior o Valor Percebido pelo Mercado, maiores as chances de retenção de Clientes e, portanto, maior competitividade.

VALOR PERCEBIDO. Avaliação sumária de um produto pelo cliente, levando em consideração os benefícios e o preço. O valor total percebido é igual a benefícios percebidos mais o preço percebido. Quando o preço percebido é menor do que o benefício percebido, o valor total percebido é positivo e os clientes sentem que "fizeram um bom negocio". De modo oposto, quando o preço percebido excede o benefício percebido, os clientes concluem que o produto não tem um bom valor e que foram "explorados". 

VALOR REAL- Determinação do valor atual de um cliente com base na receita atual esperada. O mesmo que valor vitalício.

VALOR VITALÍCIO (LTV - lifetime value) - Valor atual estimado de um cliente, baseado na receita esperada, como por exemplo, os pagamentos mensais. Fluxo de lucros futuros gerados por um dado cliente, descontados ao presente mediante alguma taxa apropriada para gerar um valor atual líquido. O mesmo que valor atual.

VALORES PREDITOS- Valores de uma variável dependente obtidos com o uso de valores de variáveis independentes em uma equação de regressão.

VANTAGEM RELATIVA. Benefícios proporcionados por uma inovação, mas não pelos arranjos existentes. Pode ser incremental e saneadora (planejada para restaurar o nível desejado de um desempenho anterior), ou preventiva (para diminuir a probabilidade da ocorrência de algo indesejado). 

VAR - Revendedor de valor agregado (value-added reseller). Geralmente integrante dos setores de máquinas e equipamentos para escritório e de tecnologia de informação, o VAR vende e instala equipamentos mediante determinada margem de lucro, porém agrega valor à venda (em geral mediante a cobrança de uma taxa adicional ) através da prestação de uma variedade de serviços de consultoria junto ao cliente, especialmente na área de integração de sistemas.

VAREJO: Todas as atividades diretamente envolvidas na venda de bens ou serviços para os clientes finais para seu uso pessoal e não industrial.

VARIAÇÃO ALEATÓRIA- Tipo de variação em um processo devida à chance; o tipo de variação, inerente a qualquer processo, que não seja capaz de produzir bens ou serviços exatamente da mesma maneira a cada vez.

VARIAÇÃO DENTRO DE AMOSTRAS- Em análise da variância, a variação que é devida à chance.

VARIAÇÃO DETERMINÁVEL- Tipo de variação em um processo que resulta de causas que podem ser identificadas.

VARIAÇÃO DEVIDA AO ERRO- Veja variância dentro de amostras.

VARIAÇÃO DEVIDA AO TRATAMENTO- Veja variância entre amostras.

VARIAÇÃO EXPLICADA- Soma dos quadrados dos desvios explicados para todos pares de dados bivariados em uma amostra.

VARIAÇÃO MARGINAL- Para variáveis relacionadas por uma equação de regressão, a variação na variável dependente quando uma das variáveis independentes sofre uma variação de uma unidade e as outras variáveis independentes permanecem constantes.

VARIAÇÃO NÃO- explicada- Soma dos quadrados dos desvios não- explicados para todos os pares de dados bivariados em uma amostra.

VARIAÇÃO TOTAL- Soma dos quadrados do desvio total para todos os pares de dados bivariados em uma amostra.

VARIÂNCIA ENTRE AMOSTRAS- Em análise de variância, a variação entre as diferentes amostras.

VARIÂNCIA- Medida de dispersão obtido com aplicação da Fórmula 2-5 da Seção 2-5.

Variáveis preditoras- Variáveis independentes em uma equação de regressão.

VARIÁVEL ALEATÓRIA CONTÍNUA- Variável aleatória com um número infinito de valores que podem ser associados a pontos de um intervalo contínuo da reta.

VARIÁVEL ALEATÓRIA DISCRETA- Variável aleatória que tem um número finito ou uma quantidade numerável de valores.

VARIÁVEL ALEATÓRIA- Variável (tipicamente representada por x) que tem um valor numérico único (determinado pela chance) para cada resultado de um experimento.

VARIÁVEL DEPENDENTE- Variável y em uma equação de regressão ou de regressão múltipla.

VARIÁVEL INDEPENDENTE- A variável x em uma equação de regressão, ou uma das variáveis x em uma equação de regressão múltipla.

VARIÁVEL OCULTA- Variável que afeta as variáveis consideradas, sem estar, entretanto, incluída no estudo. 

VMI - Estoque administrado pelo fornecedor ( vendor-managed inventory ) é um processo pelo qual a empresa vendedora administra o estoque do próprio cliente no que se refere a produtos dela adquiridos. O VMI costuma incluir um serviço no qual o estoque do cliente é automaticamente reposto pela empresa fornecedora sem que o cliente precise fazer repetidas ordens de compra.