Dicionário de Marketing

Nesta seção você encontrará definições sobre os principais 
termos utilizados em marketing
  A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y Z  
 

Dicionário - Letra D

DADO: Aquilo que se torna como base para um cálculo quantitativo ou qualitativo. 

DADOS BIVARIADOS- Dados dispostos em pares.

DADOS CATEGÓRICOS- Dados que podem ser separados em diferentes categorias que se distinguem por alguma característica não- numérica.

DADOS CONTÍNUOS- Dados que resultam de um número infinito de valores contínuos que podem ser associados a pontos de uma escala contínua, sem lacunas ou interrupções.

DADOS DE ATRIBUTOS- Dados que podem ser separados em categorias diferentes que se distinguem por alguma característica não - numérica.

DADOS DE CLASSIFICAÇÃO: Conjunto de itens predeterminados ( bens, escolaridade, renda etc) cuja posse ( ou não) indica a que classe sócio- econômica pertence o entrevistado. Para cada item possuído, há a atribuição de um determinado número de pontos que indicam a classe social do entrevistado.

DADOS DE PROCESSOS- Dados dispostos segundo uma seqüência temporal que medem uma características de bens ou serviços resultante de uma combinação de equipamento, pessoas, materiais, métodos e condições.

DADOS DISCRETOS- Dados que resultam de um número finito ou de uma quantidade enumerável de valores possíveis.

DADOS NUMÉRICOS- Dados numéricos que representam contagens ou mensurações.

DADOS- Números ou informações que descrevem alguma característica.

DADOS PRIMÁRIOS: Informação coletada para propósitos específicos e que não está disponível num primeiro momento; Informação original colhida para um estudo específico de pesquisa de mercado.

DADOS QUALITATIVOS- Dados que podem ser separados em categorias diferentes que se distinguem por alguma característica não - numérica

DADOS QUANTITATIVOS- Dados numéricos que representam contagens ou medidas.

DADOS SECUNDÁRIOS: Informação que já foi colhida para outras finalidades e já se acha publicada, podendo ser utilizada como dado para tomada de decisão.

DADOS TEMPORAIS - Dados em que o fator tempo é preponderante para análise de sua dinâmica. 

DAIRY QUEEN: Cadeia de sorveterias comprada pela Berkshire Hathaway em 1997.

DATA BASE MARKETING: Marketing desenvolvido a partir do Banco de Dados de clientes. Aprofunda a captação e utilização das informações efetuando múltiplos cruzamentos das informações.

DATA BASE: Conjunto de arquivos com dados demográficos e psicográficos / estilo se vida dos consumidores.

DATA WAREHOUSE: Armazenamento de dados. Banco de dados centralizador de todas as informações importantes sobre clientes.

DATA: Dados.

DATABASE MARKETING: Marketing desenvolvido a partir do banco de dados de clientes. Aprofunda a captação e a utilização das informações efetuando múltiplos cruzamentos das informações. 

DATA-BASE: Data original do início da vigência do acordo coletivo de trabalho, convenção coletiva de trabalho, acordo judicial ou sentença normativa do tribunal do trabalho.

de um médico, de um contabilista, entre outros. 

DEADLINE: Último prazo para entrega de um material ou serviço.

DEALER: 1.Revendedor.2. Distribuidor, negociante. No mercado de capitais dos EUA, "é o comerciante que mantém estoques de determinados títulos e geralmente se especializa em comprar e vender certas classes de títulos, dando cotações firmes e permanentes de compra e venda".

Decil- Cada um dos nove valores que dividem dados ordenados em dez grupos com aproximadamente 10% dos valores em cada grupo.

DECISÃO DE COMPRA: Estágio no qual o consumidor compra o produto.

DECISOR: A pessoa que toma a decisão final ou de qualquer parte da mesma- seja o que, como ou onde comprar.

DECLÍNIO DE VENDAS: Estágio do ciclo de venda de produto em que novos produtos substituem o antigo.

DECODIFICAÇÃO: Processo no qual as mensagens são interpretadas pelo receptor.

DEFESA DO CONSUMIDOR: Movimento de cidadãos e do governo para fortalecer os direitos e poder dos compradores.

DÉFICIT. Em linguagem corrente, é um excesso de despesas em relação às receitas. Em linguagem contábil, é um excesso de passivo em relação ao ativo, isto é, as despesas e pagamentos são maiores que o faturamento e o total de crédito. 

DEL CREDERE: Do direito comercial. Determina que alguém, interessado mediante comissão assuma a responsabilidade de garantir a solvência de terceiro com quem vier a contratar no interesse e por conta de comitente ( aquele que paga a comissão). A comissão atribuída pelo veículo à agência tem a natureza de del credere, conforme estabelece o item 12 do código de ética dos profissionais de propaganda. Veja Apêndice. Decreto Federal.

DELEGAÇÃO DE PODERES (EMPOWERMENT): Divisão de tarefas em equipe, distribuindo responsabilidades a todos, supervisionando resultados. 

DEMANDA DE MERCADO - Volume total de um produto que seria comprado por um grupo definido de consumidores, em determinada área geográfica, em um período de tempo definido, em um ambiente de mercado definido. 

DEMANDA DERIVADA: Demanda organizacional que deriva, em última instância, de demanda total por um produto que é pouco afetado por mudanças de preços, especialmente a curto prazo.

DEMANDA ELÁSTICA: Condição em que uma mudança percentual em preço ocasiona uma mudança percentual maior na quantidade comparada.

DEMANDA INELALÁSTICA: Condição em que uma mudança percentual em preço ocasiona uma mudança percentual menor na quantidade comparada.

DEMANDA PRIMÁRIA: Nível de demanda total para todas as marcas de dado produto ou serviço. Por exemplo: a demanda total por motocicletas.

DEMANDA SELETIVA: Demanda por uma certa marca de um produto ou serviço: Por exemplo: a demanda por motocicletas Honda.

DEMANDA TOTAL DE MERCADO: Volume total de um produto ou serviço que pode ser adquirido por um grupo definido de consumidores em uma área geográfica definida, durante um tempo definido, em um ambiente de mercado definido, sob dado nível de esforço de marketing.

DEMANDA: 1. Ação de demandar, ação judicial, processos, litígio, contestação, discussão, disputa, combate, peleja, pugna.. 2. Recall de anúncios em revistas.

Demografia - Características estatísticas de grupos populacionais. 

DEMOGRAFIA: Estudo da população humana em termos de número, densidade, localização, idade, sexo, raça, ocupação e outros dados estatísticos.

DEMOGRAFIC SEGMENTATION: Veja Segmentação demográfica. Esforço em dividir o mercado em grupos com bases variáveis demográficas, tais como idade, sexo, tamanho da família, ciclo de vida da família, renda, ocupação, escolaridade, religião, raça e nacionalidade. 

DEPRESSÃO: Quando a quantidade de bens produzida e consumida per capita e o número de trabalhadores são inferiores à média normal, existindo, paralelamente, excesso de recursos econômicos não utilizados. 

DESÁGIO: Desconto dado em um título de crédito quando o pagamento é feito à vista. Depreciação da moeda. 

DESCONTO DE BAIXA ESTAÇÃO: Redução de preço para clientes que compram mercadorias ou serviços fora da estação. 

DESCONTO DE CAIXA: Redução de preços para os clientes que pagam suas contas com mais rapidez. 

DESCONTO DE COMPRA: Redução concedida na aquisição de um produto ou serviço. 

DESCONTO DE FREQUÊNCIA: Desconto concedido pelos veículos aos anunciantes em função do nível de freqüência de suas veiculações. 

DESCONTO PARA PAGAMENTO A VISTA: Redução no preço quando a fatura é paga a vista. Esse desconto é passado, pela agência, ao anunciante. 

DESCONTO PROGRESSIVO: Valor crescente de desconto concedido pelos veículos aos anunciantes que cumprem determinadas condições de volume, freqüência e posição em suas veiculações. 

DESCONTO PROMOCIONAL: Desconto oferecido a intermediários como compensação por atividades promocionais. 

DESCONTO PSICOLÓGICO: Processo de oferecer um produto ou serviço a um preço baixo ilusório pela comparação do preço atual com um preço anterior que realmente nunca existiu (por exemplo: preço atual R$ 80,00, anterior R$ 100,00- o preço real do produto é R$ 80,00, mas para o cliente a comparação é feita com R$ 100,00). 

DESCONTO SAZONAL: Desconto oferecido para os consumidores de um produto ou serviços durante um período de tempo em que a demanda do produto ou serviço é baixa. 

DESCONTO SOBRE VOLUME: Redução de preço para clientes que compram um produto em grande volume. 

DESEJO: Forma em que uma necessidade humana assume quando moldada pela cultura e pelas características de um indivíduo. 

DESIGN DE PRODUTO: Processo de projetar o estilo e função do produto, criando um produto que seja atrativo, fácil, seguro e de baixo custo para uso e manutenção, simples e econômico para produzir e distribuir. 

DESIGN: Ferramenta de comunicação de marketing que trabalha com formas, traços e cores. 

DESIGNER: Indivíduo que planeja ou concebe um projeto ou modelo. Desenhista industrial, desenhista de produto, programador visual. 

DESK RESEARCH: Coleta de todas as informações disponíveis sobre determinado assunto, usando como fonte os dados internos (da própria empresa) e dados externos (publicações oficiais, dados de associações, sindicato etc.). 

DESVIO-PADRÃO- Medida de variação igual à raiz quadrada da variância

DESVIO ABSOLUTO- Medida de dispersão igual à soma dos desvios de cada valor em relação à média, dividida pelo número de valores.

DESVIO DE VALOR- O grau em que uma base de clientes é passível de diferenciação por valor. Um desvio de valor acentuado descreve uma base de clientes na qual uma minúscula proporção de clientes responde por elevada proporção dos lucros da empresa, enquanto um leve desvio de valor descreve uma base de clientes na qual o valor dos clientes é relativamente uniforme.

DESVIO- Diferença entre um valor e a média: expressa -se como x-.

DESVIO EXPLICADO- Diferença entre o valor predito y e a média dos valores y, em um par de valores de uma coleção de dados bivariados.

DESVIO MÉDIO- Medida de variação igual à soma dos desvios de cada valor a contar da média, dividida pelo número de valores.

DESVIO NÃO-EXPLICADO- A diferença entre a coordenada y e o valor predito em um par de valores em uma coleção de bivariados.

DESVIO TOTAL- Soma do desvio explicado e do desvio não - explicado para determinado par de valores em uma coleção de dados bivariados.

DETERMINANTES DO VALOR: Qualidade Percebida e Satisfação com o Preço ambos vis-à-vis a concorrência.

DEVELOPMENT: Desenvolvimento. 

DIA DA PROPAGANDA: O dia 4 de dezembro é comemorado mundialmente. 

DIAGRAMA DE DISPERSÃO- Representação gráfica de dados emparelhados ( x e y).

DIAGRAMA DE IMPACTO: É representado pelos meios que compõem uma campanha de propaganda: jornais, TV, rádios, folhetos, cartazes, cinemas, outdoors, displays, seminários, exposições e mala direta. 

DIAGRAMA EM ÁRVORE- Gráfico pictótico dos diferentes resultados possíveis em um evento composto.

DIAGRAMAÇÃO: Layout. Colocação estudada de textos e ilustrações em determinado espaço de uma folha. 

DIÁLOGO- Comunicação interativa entre empresa e cliente. Em uma empresa 1:1, cada contato mantido com o cliente servirá também de ponto de coleta de dados.

DIFERENCIAÇÃO DE CLIENTES- Forma de separação de clientes com base em dois critérios fundamentais: os clientes têm diferentes necessidades em relação à empresa e representam diferentes valores para a empresa. Ver também Diferenciação por necessidades, Valor, Assimetria de valor.

DIFERENCIAÇÃO ESTRATÉGICA: Estratégia de crescimento de participação no mercado que, através do desenvolvimento de novos produtos/serviços, pode atender melhor e mais diferenciadamente o mercado atual. 

DIFERENCIAÇÃO POR NECESSIDADES- Diferenças entre clientes segundo aquilo que necessitam da empresa. Dois clientes podem comprar exatamente o mesmo produto ou seviço por dois motivos extremamente diferentes. As necessidades do cliente referem- se a por que o cliente compra, e nâo o que ele compra. Livrarias têm clientes com significativas diferenças de necessidade porque cada pessoa que entra em uma livraria quer um diferente. Postos de gasolina tê4m clientes com limitadas diferenças de necessidade. Ver também Diferenciação de clientes.

DIFERENCIAÇÃO TECNOLÓGICA: Diferença que existe quando o fator tecnológico pode constituir uma vantagem competitiva, à medida que proporciona uma diferenciação notável do produto ou serviço existente, ou através de novos produtos, satisfazendo as necessidades dos consumidores antes não atendidas. 

DIFERENCIAÇÃO: Ato ou efeito de diferenciar-se, ato de calcular a diferencial de uma função. 

DIFERENCIAL COMPETITIVO- Diferença positiva de um produto ou serviço, percebido pelo cliente,e que seu concorrente não tenha. 

DIFERENCIAL: Neologismo criado para caracterizar a diferença competitiva de um produto, serviço ou empresa em relação ao mercado onde atua. 

DIFERENTIATION: Veja Diferenciação. Ato ou efeito de diferenciar-se, ato de calcular a diferencial de uma função. 

DINÂMICA DE GRUPO: Técnica de interação entre participantes de um grupo de trabalho, que pode levar a mudanças de atitude, conduta e relações resultantes dessa interação. 

DINHEIRO ELETRÔNICO: Também conhecido como dinheiro digital, digicash, dinheiro virtual ou e-cash, é o dinheiro sob a forma de bits, que pode estar em smart card, transações via Internet ou links dedicados. O dinheiro eletrônico, principalmente nas operações de baixo valor, representa uma megamudança nas operações financeiras, que até então eram controladas por um banco central. Segundo Walter Wirston (Apud KELLY, Kevin Wired, São Francisco: Wired Ventures, out. 1996), um dos maiores consultores financeiros, o dinheiro digital representará um incremento mundial gigantesco no giro da moeda. 

DINHEIRO VIRTUAL: Para entender como funciona o dinheiro virtual é preciso primeiro entender como funciona o dinheiro em si. A moeda nasceu da necessidade de facilitar as trocas e de se obter uma base para a comparação de valores. Enquanto as trocas ocorriam por meio de mercadorias, o valor era real, visível. O dinheiro, na realidade, já era virtual, pois representava sua equivalência em ouro ou outro metal precioso usado para lastro. Embora simples, isso é fundamental para entender que a virtualidade do dinheiro já existe há muito tempo. O que torna real é sua aceitação, sua conversibilidade. Veja Dinheiro Eletrônico. 

DIRECT MAIL: Veja Mala direta. 1. Do inglês direct mail, é a propaganda que se envia pelo correio. A tradução correta nos teria dado "direto pelo correio". No Brasil adotou-se, porém, a expressão mala direta, que designa a propaganda enviada diretamente ao provável consumidor. 2. Forma de comunicação em que a mensagem é dirigida para um público definido. 

DIRECT SELLING: Veja Marketing direto. 1. Marketing efetuado através de propaganda em vários tipos de mídia que interagem diretamente com os consumidores, geralmente solicitando a eles que apresentem uma resposta direta. 2. Venda direta. 3. Sistema de venda em que a figura do vendedor ou de um ponto - de - venda é substituída, no todo ou em parte, por estímulos de compra feitos através da mídia impressa ou eletrônica.

DISCADOR AUTOMÁTICO: Dispositivo de um aparelho de telefone que serve para armazenar em memória própria números de telefone para fins de acesso futuro e discagem automática. 

DISCOUNT HOUSE: Veja Loja de desconto. Instituição varejista que vende mercadorias - padrão por preços menores aceitando margens mais baixas e vendendo maiores volumes. Tem como objetivo facilitar o escoamento de ponta de estoque. Exemplo: Promocenter, Multishop.

DISCOUNT OFF: Veja Cupom de desconto. Peça promocional que contém uma oferta de desconto de preço, normalmente por determinado período. Distribuído através de mala direta, mídia impressa, embalagem de produtos ou nos postos de venda. 

DISCOUNT PRICE: Veja Desconto no preço.

DISCOUNT STORE: Veja Loja de desconto. Instituição varejista que vende mercadorias- padrão por preços menores aceitando margens mais baixas e vendendo maiores volumes. Tem como objetivo facilitar o escoamento de ponta de estoque. Exemplo: Promocenter, Multishop. 

DISCRIMINAÇÃO NO PREÇO: Concorrência danosa que se origina ao vender os mesmos produtos a compradores diferentes com preços diferentes. 

DISCRIMINATORY PRICING: Venda de produtos ou serviços a diferentes preços para diferentes consumidores. 

Discussão em grupo - As pesquisas qualitativas possibilitam explorar dimensões subjetivas do comportamento do consumidor, relativas as suas percepções, expectativas e aos seus desejos e sentimentos. Os grupos de discussão, mediados por um especialista, buscam estimular a livre manifestação associativa e a troca de opiniões de indivíduos que apresentam características relativamente homogêneas. 

DISCUSSÃO EM GRUPO: Pesquisa qualitativa de caráter exploratório de um segmento do mercado, com vistas à obtenção de dados sobre sua opinião, comportamento, percepções etc. sobre um assunto, problema, produto ou serviço. Sob a condução de um moderador, um grupo de pessoas escolhidas por suas características predeterminadas (classe, idade, sexo, educação etc.). e/ou específicas de um assunto (como posse da coisa ou experiência como produto/serviço) se reúnem para discutir um assunto em foco. Essa discussão é observada e registrada. A pesquisa com vários grupos permite, após análise dos resumos da discussões, chegar-se a conclusões utilizáveis mercadologicamente, sobretudo como base para posteriores estudos quantitativos. Veja Moderador. MODERDOR: Pessoa encarregada de uma discussão em grupo que apresenta o tema aos participantes e coordena as ações de cada um.

DISORIENTEDS: A integração européia os desorientou e tornou instáveis, enxergaram a realidade de um modo extremamente pessimista e, por isso, procuram segurança econômica com desespero, são sensíveis às ameaças sociais e têm pouquíssima confiança em si mesmo e no mundo que os rodeias (que enxergam caindo, sem que possa fazer nada).

DISPLAY COUNTER: Display de balcão.

DISPLAY DISPENSER: Display de prateleira.

DISPLAY FLOOR: Display de assoalho.

DISPLAY WALL: Display de parede. 

DISPLAY: 1. Dispositivo para representação visual da informação através de palavras, números e gráficos. A imagem da informação. 2. Mostruário. Veja também Móbile. Peça promocional usada em pontos de venda, suspensa no ar por fios presos ao teto.

DISSONÂNCIA COGNATIVA: Sensação de desconforto causada no consumidor pelo conflito pós- compra. Sensação desagradável decorrente da existência de cognições incompatíveis entre si. Por exemplo, acreditar que o trabalho deve Ter justa remuneração, mas estar recebendo elevado salário para quase nada fazer, o que provoca o desconforto de sentir estar ''aproveitando da organização''.

DISSONÂNCIA COGNITIVA. Dúvida posterior sobre a sabedoria de uma decisão. 

DISSONÂNCIA: Tensão causada pela incerteza sobre uma decisão tomada.

DISTRIBUIÇÃO T DE STUDENT- Distribuição em forma de sino, em geral associada a experimentos com pequenas amostras; chamada também distribuição t.

DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL DE MEDIDAS AMOSTRAIS- Distribuição das médias amostrais obtida quando extraímos repetidas amostras de mesmo tamanho e da mesma população.

DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA: Número de vezes em que determinados segmentos de públicos são expostos a determinada mensagem publicitária em função de sua maior ou menor exposição à mídia. Exemplo: se temos um público de 1 milhão de pessoas 40% (400 mil) viram determinado anúncio, encontraremos a distribuição de freqüência quando segmentarmos esse público de 400 mil pessoas entre vários grupos: os que viram o anúncio apenas uma vez, aqueles que viram duas, três etc. Tabela que agrupa os elementos segundo o número de ocorrências. Para a mídia, divide os indivíduos (ou domicílios) que viram, leram ou ouviram (ou tiveram a oportunidade de ver, ler ou ouvir) a mensagem publicitária, segundo a freqüência de exposição.

DISTRIBUIÇÃO DE POISSON- Distribuição discreta de probabilidade que se aplica a ocorrências de um evento ao longo de um intervalo especificado de tempo, distância, área, volume ou outra unidade semelhante.

DISTRIBUIÇÃO DIRETA: Utilização dos sistemas de mala direta, reembolso postal ou door to door (porta a porta) para levar o produto ou serviço diretamente ao consumidor.

DISTRIBUIÇÃO DUAL: Diz- se quando um fabricante usa vários canais correntes para atingir o mesmo mercado- alvo.

DISTRIBUIÇÃO EXCLUSIVA: Conceder a um número limitado de revendedores o direito exclusiva de distribuição os produtos da empresa em seus territórios.

DISTRIBUIÇÃO F- Distribuição contínua de probabilidade introduzida na Seção 8-4.

DISTRIBUIÇÃO FÍSICA: Operação envolvendo diversas etapas como estoque, transporte e armazenamento de produtos desde o produtor até o consumidor.

DISTRIBUIÇÃO INTENSIVA: Estocagem de produtos em tantos estabelecimentos quantos possíveis.

DISTRIBUIÇÃO NORMAL BIVARIADA- distribuição de dados emparelhados em que, para qualquer fixo de uma variável se distribuem segundo a normal.

DISTRIBUIÇÃO NORMAL- Distribuição de probabilidade em forma de sino, dada algebricamente pela fórmula 5-1 na Seção 5-1.

DISTRIBUIÇÃO NORMAL PADRONIZADA- Distribuição normal com média 0 e desvio- padrão 1.

DISTRIBUIÇÃO NUMÉRICA: Relação entre o número de lojas onde a marca está presente frente ao número de lojas do universo em que se atua.

DISTRIBUIÇÃO PONDERADA: Volume de vendas em espécie (dinheiro) das lojas onde a marca está presente, frente ao número de vendas negociado pela categoria de produtos.

DISTRIBUIÇÃO QUI-QUADRADO- Uma distribuição contínua de probabilidade ( introduzida na Seção 6-5)

DISTRIBUIÇÃO SELETIVA: Utilização e mais de um (mas não de todos) intermediário, que esteja disposto a trabalhar os produtos da empresa.

DISTRIBUIÇÃO UNIFORME- Distribuição de probabilidade em que todo valor da variável aleatória tem a mesma chance.

DISTRIBUIÇÃO: 1. Ato de distribuição, repartição, serviço de entrega, da correspondência postal aos destinatários. 2. Estudo da riqueza como fato econômico, sob o aspecto de sua repartição social por meio de salários, ordenados, aluguéis, juros e lucros.

DISTRIBUIDOR: Atacadista

DIVERSIFICAÇÃO DAS REDES: Modalidade onde se utiliza tecnologia de algumas redes na criação e no desenvolvimento de outras, destinados a públicos distintos.

DIVERSIFICAÇÃO HORIZONTAL: Quando os novos produtos são introduzidos numa linha já existente.

DIVERSIFICAÇÃO: Estratégia de crescimento da empresa que consiste em iniciar ou adquirir novos negócios diferentes dos atuais.

DIVERSIFICÇÃO VERTICAL: Quando a empresa inclui entre suas operações normais atividades que antes eram executadas por terceiros, como produção de matéria- prima ou distribuição junto ao público final, por exemplo.

DIVIDENDO: Parte dos lucros referentes à rentabilidade dos recursos investidos pela empresa e proporcional à quantidade de ações possuídas.

DOGS (abacaxis): Negócios com baixa taxa de desenvolvimento com as quais a empresa tem participação de mercado marginal. Geram pouco ou nenhum lucro. Veja também Boston Consulting Group Matrix.

DOMICÍLIO: Em propaganda, unidade de moradia receptora de mensagens publicitárias.

DOMINÂNCIA: Excesso de exposição de determinado serviço ou produto por meio da utilização maciça dos meios de comunicação e com objetivo de dificultar a penetração da concorrência.

DOOR TO DOOR SAMPLING: Técnica de amostragem em que o produto é distribuído porta à porta, por equipes especializadas.

DOOR TO DOOR: Vendas porta à porta. Exemplo: o sistema difundido pela Avon na venda de seus cosméticos. 

DOTAÇÃO: Quantia reservada para determinado gasto ou investimento.

DOW JONES. Denominação de um índice utilizado para o acompanhamento de evolução dos negócios na Bolsa de Valores de Nova York. Seu cálculo é feito a partir de uma média das cotações entre as trinta empresas industriais de maior importância, as vinte companhias ferroviárias mais destacadas e as quinze maiores empresas concessionárias de serviços públicos. 

DOWNLOAD: Ato de trazer algo que está em algum site na Internet para dentro do próprio computador. Em termos de marketing, catálogos e manuais serão disponibilizados na Internet, com a vantagem de poder ser ampliados e atualizados (fotos, vídeos, depoimentos e outras mídias) conforme a necessidade. No entanto, para arquivos maiores, que requerem mais memória (por exemplo vídeo, música etc.), é necessário, ainda hoje, fazer um download para poder "abrir" essas mídias no próprio computador e visualizá-las.

DPS: Anúncio de página dupla.

DRUG STORE: Terminologia já muito difundida entre nós e que caracteriza uma loja cuja atividade principal é a venda de drogas(produtos farmacêuticos em geral) e que ao mesmo tempo vende outros produtos direta ou indiretamente ligados à atividade principal.

DRY TEST: Obter pedidos de um produto ainda não disponível, para determinar sua probabilidade de sucesso em vendas, através de peças de resposta direta, utilizando mala direta ou mídia impressa. Teste feito com uma pequena quantidade de produto o qual foi produzido especificamente para pesquisar sua demanda junto ao público-alvo. Dumping -Venda de produtos a preços mais baixos que os custos, com a finalidade de eliminar a concorrência e conquistar fatias maiores de mercado.

DUMPING: Exportação e venda de mercadorias a preços inferiores aos estabelecidos pelo mercado internacional ou local, caso em que concorrerão com os fabricantes locais, de forma a prejudicar venda destes no país e até o dispositivo industrial do país importador. É tida como prática desleal para colocação dos produtos no mercado. A prática do dumping é coibida pelo GATT, no âmbito internacional.

DUOPÓLIO: Sistema de marcado com apenas dois produtores de um bem homogêneo ou de dois bens substituíveis, no mundo inteiro. Por exemplo: só existem dois fabricantes de sorvetes de cera, utilizados em fotos publicitárias (os verdadeiros derretiam sob a luz do estúdio).

DUÓPOLY: Veja duopólio. Sistema de mercado com apenas dois produtores de um bem homogêneo ou de dois bens substituíveis, no mundo inteiro. Por exemplo: só existem dois fabricantes de sorvete de cera, utilizados em fotos publicitárias (os verdadeiros derretiam sob a luz do estúdio). 

DUPLO CEGO- Processo usado em um experimento, segundo o qual a pessoa não sabe se está recebendo um tratamento ou um placebo; a pessoa que administra o tratamento também não sabe.

DVD: Originalmente denominado Digital Vídeo Disk e atualmente Digital Versatile Disk. Possui capacidade bem maior que o CD: de 4.7 GB até 17 GB, dependendo de ter face simples ou dupla, camada simples ou dupla. Em quanto o CD permite 74 minutos de informação, o DVD permite mais de 32 horas.